Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

21atelier.blog

Reflexões e interpretações sobre a criatividade e a arquitectura

21atelier.blog

Reflexões e interpretações sobre a criatividade e a arquitectura

21.065 | Moradia 747 | 21atelier.arq

15.03.19, 21atelier.arq

 

21.065 vista aerea.jpg

Situada no Pinhal Conde da Cunha, na Seixal, a Moradia 747 está implantada num lote com cerca de 900m2, de formato rectangular que tem a sua frente virada a Nascente, confrontando com o arruamento principal, e a lateral a Sul confrontando com um caminho pedonal. O lado Poente e Norte confrontam com lotes vizinhos.

21.065 Exterior.jpg

O programa específico para esta habitação consistia em fazer uma moradia térrea com uma área social (zona da sala e cozinha) e uma área privada (onde se localizam os quartos). A premissa era de idealizar um modo de habitar mais discreto com uma vivência para o interior do lote, em redor da zona de lazer exterior onde se localizam a piscina e o solário. A imagem pretendia-se contemporânea, com linhas direitas e simples. O requerente é uma numerosa família que privilegia o conforto e o convívio num modo de vida simples, longe das preocupações do dia-a-dia.

Os diversos estudos do 21atelier.arq, atelier de arquitectura particularmente virado para o mercado residencial privado, encontram-se numa procura da essência do modo de habitar de cada família, procurando acima de tudo corresponder às expectativas e premissas de cada cliente. Fazendo parte do processo de criação de espaço e vivências, é nos detalhes que cada projecto de arquitectura deverá fazer a diferença no sentido de acrescentar algo de positivo aquilo que é a base de projecto.

21.065 Exterior_5.jpg

Nasceu assim uma habitação com uma implantação em forma de “L” que se desenvolve em redor da piscina. Para um lado desenvolveu-se a área social e para o outro a área privada. As fachadas viradas para o arruamento e para o caminho pedonal apresentam-se praticamente sem vãos e são onde se localizam as zonas humidas da casa (casa de banho, lavandaria e cozinha) na área social e a zona de circulação (de acesso aos quartos) na área privada.

A entrada da habitação acontece no cruzamento destas duas áreas. Aqui dá-se início ao conceito do modo de habitar, evidenciando o diálogo entre o interior e o espaço de lazer, através de um grande envidraçado virado para uma zona de jardim que penetra entre estas duas áreas. Neste hall somos automaticamente levados a percorrer o corredor de acesso à cozinha e sala, junto às janelas, sempre em contacto com o jardim, vindo a descobrir mais junto à cozinha e sala a área de lazer exterior onde se localiza a piscina.  

21.065 Exterior_3.jpg

Voltando ao hall, no sentido da circulação de acesso aos quartos, não existe qualquer relação com a área de lazer, em oposição existe um vão com vista para o arruamento principal. Sendo esta uma área privada da casa, a relação com a área de lazer acontece apenas no interior dos quartos.  

Os grandes vãos envidraçados virados a Sul e a Poente inundam os espaços de luz e enfatizam a relação com os jardins e as zonas de lazer. A acompanhar os vãos criou-se uma enorme pala de ensombramento que engloba toda a fachada virada para a área de lazer

21.065 Exterior_6.jpg

O resultado foi uma estrutura e uma arquitectura que entendemos equilibrada e proporcional, que consegue dar uma resposta positiva e desafiadora ao cliente, no sentido de proporcionar o melhor bem estar possível, numa excelente relação preço/qualidade.

21.065 Exterior_2.jpg


21.065 planta.jpg
21.065 alçados.jpg
siga a obra no instagram

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.